tipos de haxixe

O que é e quais são os tipos de haxixe que existem

Maconha

O haxixe nada mais é que uma substância extraída da cannabis sativa, a mesma planta herbácea utilizada para produzir a maconha. A verdade é que existem diversos tipos de haxixe, com cheiro, sabor, consistência e efeitos diferentes.

Do mesmo que muitas drogas, a origem desse entorpecente é desconhecida. Sabe-se, contudo, que ela era usada para variados fins, por exemplo, como subsídio medicinal e até produção de itens, como tecido.

Além desses casos, o haxixe também fazia parte de alguns rituais religiosos, sendo um meio de purificação. Com o tempo, porém, seu consumo foi afunilado e ele passou a ser consumido apenas especialmente para uso pessoal, devido às substâncias psicoativas.

A diferença entre haxixe e maconha

Tanto o haxixe quanto a maconha são retirados da mesma planta, a cannabis. A diferença na forma de extração.

No caso, a maconha é retirada das flores secas da planta fêmea da cannabis, mais conhecida como brotos. Por outro lado, o haxixe é um concentrado da resina desse broto, o qual foi separado da flor por vários métodos, por exemplo, a peneiração.

A concentração do THC, princípio ativo da planta, na maconha é cerca de 25 a 30%, enquanto do haxixe pode chegar até 60%. 

Uma camada oleosa protege os brotos da maconha do sol e do calor. Para a fabricação do haxixe, esses brotos são recolhidos e o óleo é isolado. Sendo este rico em THC, o processo garante maior concentração da substância. Portanto, de forma geral, o haxixe é a resina da maconha.

Tipos de haxixe

Existem diversos tipos de haxixe, sendo variados em cheiro, sabor, consistência, potência e até mesmo efeito. Embora não se saiba ao certo a origem do entorpecente, hoje ele é mais encontrado na Ásia. 

Um dos tipos de haxixe mais famosos do mundo é o Marroquino, contudo, ele não está sozinho. A seguir, conheça as variações mais conhecidas da droga.

Afegão

Produzido em quase todos os lugares do Afeganistão, lá o haxixe é prensado à mão, com uma pequena adição de água ou chá. Ele é trabalhado até chegar ao ponto elástico, emitindo um forte aroma.

O haxixe afegão possui cor esverdeada por fora e marrom escuro por dentro. 

Potência: 6,5 de THC

Cheiro e sabor: picante, consistente e macio.

Holandês

Produzido normalmente com plantas cultivadas indoor, o haxixe é fabricado por meio da triagem, sendo aproveitada apenas uma parte pequena da cannabis. A coloração padrão é verde, mas pode variar de acordo com o produtor.

Potência: 59% de THC

Cheiro e sabor: semelhante ao skunk, com sabor próximo ao do afegão.

Libanês

A produção de haxixe no Líbano tem quase uma escala industrial. Para a fabricação, as flores são esfregadas com cuidado sobre um tecido fino de sede. Desse processo se adquire um pó, o qual é prensado na fase final. Quanto mais fina a malha usada, melhor a qualidade do haxixe.

Potência: 18% de THC

Cheiro e sabor: pode variar entre picante, muito picante e refrescante. 

Índia Charas

Na Índia, as flores fêmeas são friccionadas entre as mãos. Em seguida, a resina é enrolada até formar uma esfera e, por último, são prensadas em tabletes e exportadas para outros países. 

Potência: 26% de THC

Cheiro e sabor: o aroma varia entre picante e muito picante, com cheiro consistente e sempre macio.

Marroquino Honey Blonde

Encontrado em diversos países do mundo, a produção de haxixe é uma especialidade do Marrocos. A versão honey blonde do entorpecente costuma ser doce, deixando uma sensação suave na língua. 

Marroquino Primero

Um dos haxixes mais desejados do mundo, devido a tradição do país na produção. 

Por causa do curto período de cultivo da cannabis, o primero apresenta uma coloração que varia entre do castanho claro ao escuro, podendo também adquirir uma cor bem verde.

Cheiro e sabor: levemente aromático, não picante. Com o cheiro muito forte, ele pode ser sentido a certa distância, mesmo enrolado em sacola plástica. O sabor é bem suave, sendo leve na garganta.

Nepalês Sticky

O período de cultivo da cannabis no Nepal é considerado bem longo, graças ao clima propício para as plantas. Da mesma forma que o charas indiano, o haxixe nepalês é produzido manualmente. 

O nepalês sticky possui alta qualidade, sendo um dos melhores e mais procurados na Europa. Justamente pela grande procura, ele é mais difícil de ser encontrado.

Potência: 15% de TCH

Cheiro e sabor: muito picante e doce, com elevada onda de efeito psíquico. 

Super Nepalês

Ainda mais popular que o nepalês sticky, esse tipo de haxixe possui uma incrível concentração de THC. Ele é prensado e com textura bem flexível e macia, o que garante alta qualidade. 

Pela tradição da produção, este é um dos haxixe mais caro do mercado. Apenas disso, a procura é grande e as pessoas estão dispostas a pagar pela qualidade do produto. 

De modo geral, o haxixe tende a ser mais forte que a maconha, sendo mais fácil encontrá-lo pela Europa e Ásia. Para quem curte uma boa brisa, o entorpecente pode ser a escolha certa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *