famosos que morreram de overdose

O preço da fama! Conheça 10 famosos que morreram de overdose

Curiosidades

A vida dos artistas é repleta de mordomias, muito glamour e holofotes. De longe, tudo parece perfeito, uma vida invejável que todos gostariam de ter para si. No entanto, por trás de tanto brilho costumo haver sombras que só podem ser vistas de perto.

A verdade é que nem sempre a vida do artista é mole, como muitas pessoas acreditam. Existem várias cobranças de todos os lados. Eles precisam controlar o modo de vestir, o jeito de falar, a maneira de agir, ter cuidados constantes com a aparência e assim por diante.

Isso porque as câmeras estão sempre voltadas para eles. Na era da tecnologia então, a privacidade é quase um milagre. Se antes apenas os paparazzi incomodavam com as perseguições, agora qualquer fã ou pessoa aleatória pode produzir material sobre eles. 

No fundo, o mundo da fama pode ser bem cansativo, pois você precisa ficar em alerta o tempo inteiro. É quase impossível sair de casa sem ser vigiado. Em casos maiores, dependendo do impacto da celebridade, nem mesmo viajar para outro país resolve.

Outro cenário que vale a pena ser comentado é dos artistas mirins. Diversas celebridades que iniciaram sua carreira cedo, ainda criança, se envolveram em algum problema grave ao longo da vida. 

Esses são casos mais delicados e nem sempre a pessoa consegue se recuperar depois de adulto. Um exemplo clássico é do ator Macaulay Culkin, astro do filme “Esqueceram de Mim”. 

Ele ficou famoso e muito rico ainda quando criança, mas tinha um lar bastante instável. Seus pais brigaram tanto pelo controle do seu dinheiro que esqueceram que tinham um filho. O resultado foi uma emancipação aos 16 anos, envolvimento com drogas, passagem pela polícia e o fim precoce da carreira.

Com muito trabalho e apoio de amigos, ele conseguiu contornar sua situação com os anos e retomou, mesmo que tímidamente, sua carreira artística.

Por trás dos bastidores! Famosos que morreram de overdose

Por causa da pressão sofrida por estúdios, agências, produtores, público e, algumas vezes, até a própria família, vários artistas recorrem a um escape para conseguir suportar tantas cobranças, obrigações e a vida exposta. 

Muitas vezes isso significa aderir a alguma droga.

Cinema, televisão, música, passarelas, e tantos outros meios artísticos, são um ninho para todos os tipos de entorpecentes. Além de dinheiro e fama, o mundo do estrelato também costuma trazer consigo ansiedade, depressão, estresse, pânico e diversas outras sensações que não são vistas de longe.

Algumas vezes, o artista que segue a direção das drogas atrás dos bastidores, ingressa em caminho sem volta. Alguns deixam essa vida cedo demais, vítimas de overdose por certa droga. E embora seja fácil julgar, vale lembrar que raramente sabemos os detalhes de suas dificuldades emocionais. 

Com isso em mente, separamos alguns famosos que não resistiram ao preço da fama.

Amy Winehouse

Winehouse alcançou rápido destaque no meio musical devido a sua poderosa e autêntica voz. Considerada por muitos críticos uma das melhores vozes das últimas décadas. Para muitos, a nova rainha do soul.

Em 2007, ela foi hospitalizada por causa de uma overdose de heroína, cocaína e álcool. Seu trágico fim chegou quatro anos depois, em 2011, quando foi encontrada morta devida a overdose alcoólica.

Heath Ledger

Em 2008, o ator que ficou eternizado como Coringa, no filme “Batman: O Cavaleiro das Trevas”, sofreu uma overdose resultante da ingestão de medicamentos. No apartamento onde foi encontrado, a polícia achou diversos remédios, incluindo rótulos para controle de ansiedade, antidepressivo e sedativos para tratar a insônia.

Chorão

Ídolo de muitos jovens dos anos 2000, Chorão, vocalista da banda Charlie Brown Jr., morreu em 2013 por overdose de cocaína.

Marilyn Monroe

Estrela máxima de Hollywood nos anos 1950, Monroe morreu em 1962, por overdose de sedativos e calmantes. A atriz tinha apenas 36 anos. 

Segundo teorias da conspiração, Monroe na verdade teve sua morte encomendada, visto que, supostamente, ela estaria tendo um caso com John F. Kennedy, então Presidente dos Estados Unidos.

Janis Joplin

Considerada a “Rainha do Rock n’ Roll”, Joplin foi uma das artistas que partiu cedo demais, integrando o triste “Clube dos 27”, o qual consiste em celebridades que morreram com essa idade.

Joplin sofreu overdose de heroína e foi encontrada pelo guitarrista da sua banda na época.

Cory Monteith

Astro teen, o ator fez muito sucesso durante sua participação na série “Glee”. Ele tinha 31 anos quando teve uma overdose de cocaína e morfina. Sua morte causou bastante repercussão na internet.

Jimi Hendrix

Um dos melhores guitarristas que já passou por esse planeta, também faz parte do “Clube dos 27”. A morte de Hendrix nunca chegou a ser devidamente esclarecida. Ele foi encontrado pela namorada em setembro de 1970 literalmente afogado no próprio vômito, o qual, em sua maioria, tinha muito vinho tinto.

Monika Dannemann, sua namorada, afirmou que o cantor teria tomado cerca de nove comprimidos para dormir na noite anterior, sem ela saber.

Elis Regina

Imortal voz brasileira, Elis morreu aos 36 anos devido a complicações sofridas pela overdose de cocaína, tranquilizantes e bebida alcoólica. Elis cravou seu nome na história musical do Brasil por sua competência vocal, musicalidade e presença de palco.

Whitney Houston

Conhecida por sua poderosíssima voz, Houston sofreu um acidente no banheiro do seu quarto de hotel em Beverly Hills. Por causa de um problema cardíaco, derivado do excesso de cocaína ao longo da vida, ela tropeçou na banheira e morreu afogada.

Michael Jackson

O “Rei do Pop” teve uma parada cardíaca em sua mansão situada em Beverly Hills. A causa para o falecimento do coração foi provocada por doses fatais do analgésico Propofol.

Vida de artista só é fácil para quem não conhece! Gostou do conteúdo? Então fique ligado para mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *